13/07/10

RECUPERAÇÃO DOS FORTES DAS LINHAS DE TORRES VEDRAS

O concelho de Torres Vedras é o que está mais atrasado no que respeita ao trabalho de recuperação dos Fortes. Para além de um pequeno trabalho de investigação arqueológica junto à casa do guarda no Forte de S. Vicente e da deslocação de uma locatária no Forte da Forca, nada mais foi feito.
No entanto, o Programa das Comemorações 2009/2010 ( publicado em Junho de 2010...) diz, na página 120:

"Para Torres Vedras está prevista a recuperação de seis obras militares: o reduto de Olheiros e os fortes do Grilo, do Paço, São Vicente, Forca e Feiteira."

Segundo informação que recolhemos junto dos serviços da Câmara Municipal, estas obras deverão estar concluídas no primeiro semestre de 2011.

Entretanto no concelho do Sobral de Monte Agraço já foi festejada pelo Presidente da República a recuperação do Forte Grande do Alqueidão e o respectivo complexo dos fortes auxiliares.

Em Mafra já foram feitas obras de recuperação no Forte do Zambujal, Juncal e Circuito da Enxara do Bispo.

No concelho de Arruda dos Vinhos foi inaugurado o Circuito que inclui os Fortes da Carvalha e do Cego.

Ontem visitámos o Forte do Zambujal, situado na freguesia da Carvoeira, concelho de Mafra.
É uma obra militar impressionante, como se poderá ver nas fotos. Pareceu-nos, no entanto, que a limpeza dos terrenos terá sido demasiado radical pois rapou por completo o coberto vegetal. Uma grande chuvada provocará, necessariamente, forte erosão nas estruturas construídas.

Como chegar lá: passada a Ericeira, na direcção de Sintra, a estrada desce para a ponte sobre o Lisandro, depois sobe até à Carvoeira; aí, junto à Igreja, virar à esquerda, direcção da capela de Nª Srª do Ó. Depois da pequena ponte junto da capela, virar à direita e subir para a aldeia do Zambujal. Aí começamos a encontrar placas de sinalização para o Forte.

.............................................................................



Foto 1: aproximação ao Forte do Zambujal, lado oposto ao Vale do Lisandro


Foto 2: fosso exterior


Foto 3: outro aspecto do fosso



Foto 4: aspecto do interior do Forte, com os traveses de protecção




Foto 5: fosso poente, vendo-se ao fundo a abertura do tunel de acesso ao reduto interior.


Foto 6: aspecto exterior do tunel de ligação entre o reduto central e a bateria avançada




Foto 7: perspectiva do tunel a partir do reduto central

Foto 8: panorama para o lado poente, a partir do terreiro da bateria externa. Vê-se o vale do Lisandro e o adro da Senhora do Ó.

...........................

Fotos: Associação de Defesa do Património de Torrres Vedras
Mais pormenores: veja-se o folheto da Câmara Municipal de Mafra, a partir do respectivo site.


2 comentários:

José M disse...

Nos outros concelhos faz-se obra séria. Em Torres Vedras dá-se pão e circo à saloiada, que fica radiante. Viva a festa dos saloios!

Anónimo disse...

Portugal despreza a sua historia. Vive para o futebol e pouco mais. É uma pena.